Epidemia de dengue deixa cidades em alerta

dengueO número de casos da dengue aumenta a cada ano e mesmo com tantas campanhas de conscientização que são feitas, muitas pessoas não tomam cuidados básicos para evitar a proliferação da larva do mosquito. Não deixar água parada, recipientes destampados e vasos de planta com excesso de água ajudam a evitar a desagradável presença do mosquito que causa tanto mal. Os dados colhidos nos últimos dois meses preocupam especialistas da saúde.

Fonte: O Estado de S. Paulo

Brasil tem 682 cidades com risco ou em alerta de epidemia de dengue

Número é o dobro do ano passado; de janeiro a novembro, País teve 1,4 milhão de casos, segundo dados preliminares do Ministério da Saúde

O número de cidades com risco de epidemia de dengue para este verão dobrou em relação ao ano passado. Levantamento Rápido do Índice para Aedes aegypti (LIRAa) divulgado na última semana, pelo Ministério da Saúde mostra que das 1.315 cidades analisadas, 157 apresentam um alto índice de criadouros de mosquito transmissor da doença. No ano passado foram 77 dentro de um universo de 1.239 municípios analisados. Entre janeiro e novembro, foram 1,476 milhão de casos notificados da doença, com 573 mortes.

O levantamento, feito nos meses de outubro e novembro, indica ainda que 525 cidades foram consideradas em nível de alerta para a doença. Os números podem mudar, pois Belém, Maceió, Recife, Natal, São Paulo e Florianópolis ainda não apresentaram dados.

“O sistema pode estar mais sensível que no ano passado. Mas temos de nos preparar para o cenário pior do que em 2013″, alertou o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa. Continue lendo…

A.G

Estado vai ocupar as cracolândias de Curitiba

tn_620_600_onibus_policia_25113Fonte: Gazeta do Povo

Módulos móveis vão operar em breve com micro-ônibus, câmeras de alta resolução, viaturas, motocicletas, pistolas laser e sprays de pimenta

As chamadas “áreas de uso de crack” de Curitiba, popularmente conhecidas no país como cracolândias, serão ocupadas por módulos móveis de policiamento nos próximos meses. Na semana passada, o governo do Paraná recebeu do Ministério da Justiça três kits compostos por micro-ônibus, câmeras, viaturas, motocicletas e armamento não-letal. A ideia inicial é de que o Centro e o bairro Rebouças dividam um dos módulos e os outros dois fiquem nas regiões do Cajuru e da Cidade Industrial (CIC). O início do monitoramento, entretanto, depende da instalação da estrutura que receberá as câmeras de vigilância.

Apesar de as áreas de uso terem sido previamente identificadas, os módulos de policiamento são móveis justamente para acompanhar os deslocamentos frequentes de usuários pela cidade. Em São Paulo, por exemplo, uma tentativa de saturar a região conhecida como cracolândia nos bairros Luz e Campos Elíseos acabou fazendo usuários e traficantes migrarem para bairros vizinhos.

Prender e tratar

As regiões de Curitiba onde ficarão os módulos foram informadas pelo Ministério da Justiça e confirmadas pelo coordenador de polícia comunitária da Secretaria de Segurança Pública (Sesp) do Paraná, coronel Heraldo da Silva. De acordo com ele, o início da operação depende apenas da liberação da prefeitura para que uma empresa contratada pela Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública) instale a estrutura de postes onde ficarão as câmeras. A administração municipal informou que o assunto será definido nos próximos dias. Continue lendo…

A.G

Educação Integral chega em Aracaju

alceni - Aracaju

A Educação Integral tem mudado a vida de várias famílias e diversas cidades brasileiras já estão oferecendo esse ensino diferenciado para os seus alunos. No último final de semana, Alceni Guerra esteve em Aracaju onde ajudou e orientou os profissionais da área na implantação da Educação Integral.

Alceni por meio de sua página no Facebook: “Em Aracaju, capital do Sergipe, treinando diretores e conselheiros das escolas municipal para implantar a educação integral no ano que vem. João Alves, o prefeito, e a secretária Marcia Valéria me prometeram hoje implantá-la para 50% dos alunos em 2014. Bela vitória!”, comentou.

A.G