Pesquisadores encontram anticorpos que neutralizam o vírus da zika em camundongos

Anticorpo Z23 ligado ao vírus da zika (Foto: Gao et al., Science Translational Medicine (2016))

Anticorpo Z23 ligado ao vírus da zika (Foto: Gao et al., Science Translational Medicine (2016))

Uma nova pesquisa publicada na revista Science Translational Medicine mostra que pesquisadores conseguiram combater a infecção do vírus zika isolando 13 anticorpos e analisando a reação em camundongos. Isso pode significar futuras terapias e vacinas.

Matéria do G1

Estudo publicado na revista “Science Translational Medicine” indica que anticorpos poderiam ser utilizados em futuras terapias e até vacinas contra o vírus.

Um paciente que retornou de viagem à China após visitar a Venezuela serviu para que cientistas conseguissem isolar dois anticorpos com força para neutralizar o vírus da zika. A nova pesquisa foi publicada na revista “Science Translational Medicine”.

Qihui Wang, da Academia de Ciências de Pequim, se juntou a cientistas de outras universidades, incluindo Canadá e Reino Unido. A partir do sangue do viajante que havia sido infectado pelo vírus, eles isolaram 13 anticorpos e analisaram a reação em camundongos.

Dois desses anticorpos, o Z3L1 e o Z23, apresentaram uma forte eficiência no combate contra a infecção, sem reação cruzada com os sorotipos do vírus da dengue, eliminando o risco de favorecerem casos fortalecidos dessa outra doença, como acontece com a dengue hemorrágica, por exemplo.

De acordo com a pesquisa, estudos estruturais desses anticorpos indicaram que eles poderiam ser utilizados em futuras terapias e vacinas contra o vírus.

A.G

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>