Projeto Escola 1000 leva obras para 239 municípios paranaenses

Obras PRED Escola Estadual João Bettega

Obras PRED Escola Estadual João Bettega

O projeto Escola 1000, criado pela Secretaria de Estado da Educação, Fundepar e Casa Civil tem melhorado a estrutura física de colégios e mais de 239 municípios paranaenses já começaram a receber as melhorias. O Colégio Estadual João Bettega, em Curitiba é um dos participantes do Escola 1000 e conta com a revitalização do ginásio de esportes, troca do revestimento de pisos e telhados, além de melhorias na rede elétrica.

Matéria da Agência de Notícias do Paraná

239 municípios do Paraná já têm obras do Escola 1000

Até agora, 327 escolas da rede estadual já deram início aos reparos. Todos os mil colégios contemplados já receberam os recursos para as obras que só começam mediante conclusão dos projetos.

A Paraná Edificações, a Cohapar e a Paraná Educação estão fiscalizando, atualmente, 327 obras do projeto Escola 1000, idealizado pela Secretaria de Estado da Educação, Fundepar e Casa Civil. Criado para promover melhorias em 1000 escolas do Estado, de acordo com as definições da comunidade, o projeto visa melhorar a estrutura dos colégios, de acordo com as definições e escolhas dos serviços pela comunidade, em todas as regiões do Estado.

As obras do Programa atenderão 317 municípios paranaenses. Até agora, já estão sendo atendidos 239 municípios com investimentos que somam aproximadamente R$ 33 milhões. De acordo com a coordenadora do Programa, Evane Petla Mendes Dias, até o final do ano todas as obras das mil escolas já estarão inciadas. “Cada escola atendida pelo programa recebeu R$ 100 mil para realizar obras de reparos. À medida que os projetos são analisados, , as obras começam e são fiscalizadas pela estrutura do Estado. Nossa expectativa é que todas as obras em todas as escolas contempladas já estejam iniciadas até o final de 2017”, explica Evane.

PARANÁ EDIFICAÇÕES – A Paraná Edificações é a empresa paranaense que fiscaliza o maior número de escolas. São 247 até agora distribuídas entre os 14 escritórios regionais da Paraná Edificações. A regional com maior quantidade de serviços no momento é Curitiba, com 33 obras, seguido por Londrina e Cascavel (22) e Ponta Grossa (24).

“São obras pequenas em termos de volume de serviço, mas que representam um grande benefício para toda a comunidade escolar. Estamos trabalhando em todas as regiões do Paraná para que a infraestrutura e consequentemente a qualidade do ensino, cresça de forma equilibrada”, destaca o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.

A relação das obras inclui também escolas das regionais de Apucarana, Campo Mourão, Guarapuava, Irati, Maringá, Pato Branco, Paranavaí, Santo Antônio da Platina, Toledo e Umuarama. A estimativa é que, ainda neste ano, sejam contempladas mais 300 escolas, sob a fiscalização da Paraná Edificações.

Obras PRED Escola Estadual João Bettega

Obras PRED Escola Estadual João Bettega

COHAPAR – A Companhia Paranaense de Habitação também está fiscalizando as obras do Escola 1000. Até agora, a Companhia é responsável por fiscalizar 66 colégios, principalmente na região Centro-Sul do Estado. De acordo com o coordenador regional da Cohapar em Guarapuava, Elmar Vornes, a empresa já recebeu cerca de 330 solicitações para fiscalização de obras em diversas localidades. “Além de Nova Laranjeiras, ainda existem projetos em andamento para escolas de Guarapuava, Laranjeiras do Sul, Manoel Ribas e Cantagalo”, afirma.

RESULTADOS PRÁTICOS – Uma das escolas com obras em execução é o Colégio Estadual João Bettega, em Curitiba. Entre as melhorias que estão sendo executadas estão a revitalização do ginásio de esportes, troca do revestimento de pisos e telhados, além de melhorias na rede elétrica.

Os serviços foram iniciados há cerca de dois meses e algumas obras já foram concluídas. “Todos os recursos do programa estão sendo utilizados em um planejamento com a comunidade. A reforma do nosso ginásio além de dar melhores condições para a prática esportiva dos alunos, também se tornou um espaço de socialização. Recentemente nossos alunos organizaram uma festa julina para integrar a comunidade escola”, destaca a diretora do colégio, Wilma Fontana de Souza.

 

A.G

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>